Portugal: Humorista Tiago André Alves morre de cancro

0
156
Tiago André Alves foi um humorista português. Foto: DR
- Publicidade -

O humorista e guionista português Tiago André Alves morreu nesta quarta-feira, 20, vítima de um cancro terminal localizado na região entre o pescoço e da cabeça. O anúncio da morte do artista de 32 anos de idade, diagnosticado com a doença há quatro anos, foi feito pelo Lisboa Comedy Club via redes sociais.

Os responsáveis daquele espaço de comédia da capital portuguesa recordaram o também agente cultural como alguém que tinha “sempre um sorriso” e como um “senhor da comédia nacional”.

Tiago Alves trabalhou com vários humoristas em projectos de roast de cancro para arrecadar receitas a favor do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa.

Num dos seus artigos de opinião publicado no Observador, o comediante relatava a sua situação clínica e defendia a morte medicamente assistida.

“Sou doente oncológico, com um cancro estádio IV, cujo prognóstico é bastante reservado. “No meu caso, não é possível uma cura. Ser doente crónico, com um prognóstico reservado, “não é uma realidade confortável para o espírito e para o corpo, por mais cuidados paliativos que me ponham em cima”, explicou Tiago André Alves, esclarecendo que apenas “era possível uma tentativa de controlo e supressão temporária das manifestações mais agressivas da doença com o objectivo de me dar qualidade de vida durante o maior período de tempo”.

No mesmo artigo, Tiago fazia referência de que estava sob cuidados paliativos. “Neste momento é tudo, apenas e só, uma questão de tempo”, sustentou, referindo ainda estar a ser tratado no IPO de Lisboa.

Importa referir que Tiago André Alves foi diagnosticado a doença de cancro em 2017, altura em vivia em Belfast, capital da Irlanda do Norte, e os médicos comunicaram-lhe que apenas teria mais dois anos de vida.

Após os resultados, decidiu abandonar a Irlanda do Norte e voltar para Portugal. Em 2018, organizou o espetáculo “Morrer a rir”, que servia como um roast ao cancro, cujos lucros foram destinados ao IPO de Lisboa. No mesmo evento, estiveram presentes outros humoristas como Guilherme Duarte, Diogo Faro, Dário Guerreiro e Diogo Batáguas.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorPrimeira romancista de Moçambique vence Prémio Camões 2021
Próximo artigoFeira Natalina mostra arte e artesanatos de Sorocaba

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui