Seu Jorge revela que nos EUA é percebido como africano e não como um negro do Brasil

0
29
Seu Jorge é um artista brasileiro que faz sucesso nos Estados Unidos. Foto: DR
- Publicidade -

Esta declaração foi feita esta segunda-feira, 21, pelo artista brasileiro durante o programa Roda Viva, da TV Cultura.

Pelo facto do artista dividir a sua vida profissional entre os dois países, a jornalista Sabrina Fidalga questionou-o sobre as diferenças de ser um homem negro no Brasil e nos Estados Unidos.

As declarações foram claras ao afirmar que a principal diferença está no processo histórico de cada nação e explica como o estrangeiro o enxerga.

“Eu não sou um brasileiro fora do Brasil, sou um africano. Sou percebido como africano, não como um homem negro do Brasil. Acho que o mais próximo que eles veem, parecido comigo, são haitianos ou jamaicanos. Independente, é muito sensível a situação do homem negro”, esclarece Seu Jorge, acrescentando que o espaço público para os negros nos Estados Unidos é tão complicado quanto no Brasil.

Apesar destas diferenças, o brasileiro conta que nunca sofreu ataques racistas nos Estados Unidos como no Brasil. O motivo, segundo o mesmo, reside no facto de estar “protegido” pelo ambiente que vive.

“Eu sempre me protegi dentro do universo onde trabalho, familiar e nas relações de amizade. Nunca me aventurei nos Estados Unidos e sair desbravando. Como homem negro, é necessário alguns entendimentos e conexões para fazer isso”, finaliza.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorIsabela Figueiredo lança novo romance que explora a solidão
Próximo artigoO Nagrelha é chorado porque é o nosso ‘morto’” – Tchenguita Tchihuaku

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui