Waldemar Bastos distinguido na categoria de música

0
251
Waldemar dos Santos Alonso de Almeida Bastos é um músico e compositor angolano. Foto: DR
- Publicidade -

Com objectivo de incentivar a criação artística e cultural, bem como a investigação científica no domínio das ciências humanas e sociais, foi anunciado os vencedores das categorias do  Prémio Nacional de Cultura e Artes.

Foi distinguido nesta quarta-feira, 31, na categoria de Música,  o compositor e músico Waldemar Bastos no Prémio Nacional de Cultura e Artes, edição 2018. O anuncio foi feito pelo presidente do júri, Vatómene Kukanda, em Luanda.

De acordo com Angop, o júri atribuiu o prémio ao artista como incentivo pelo facto das suas composições e interpretações incidirem sobre a música revolucionária, popular urbana e clássica de dimensão nacional e internacional.

Waldemar dos Santos Alonso de Almeida Bastos, conhecido como Waldemar Bastos, nasceu em M’Banza Kongo, capital da província do Zaire, em 4 de Janeiro de 1954. É um músico e compositor que combina o afropop, fado e influências brasileiras.

HISTÓRIA

Começou a cantar com uma idade muito precoce utilizando instrumentos do seu pai. Após a independência de Angola em 1975, emigrou para Portugal.

Waldemar Bastos considera a sua música como reflexo da própria vida e suas experiências, composta para elogiar a identidade nacional. Os seus temas fazem um apelo à fraternidade universal. Ao longo dos mais de 40 anos de carreira foi distinguido com um Diploma de Membro Fundador, de 25 anos, da União dos Artistas e Compositores (UNAC-SA) e um Prémio Award, em 1999, pela World Music.

O jornal New York Times considerou, em 1999, o seu disco “Black Light” uma das melhores obras da época.

O Prémio Nacional de Cultura e Artes é atribuído nas categorias de literatura, artes plásticas, dança, música, teatro, cinema e audiovisuais, investigação em ciências humanas e sociais, festividades culturais populares e jornalismo cultural.

Deixe o seu comentário
Artigo anterior“Músicos devem ganhar hábito de actuar com banda”, alerta Gabriel Tchiema
Próximo artigoNOS Alive confirma The Cure na edição de 2019

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui