Agenda 2063: Vice Governador de Luanda incentiva iniciativas dos jovens

0
19
Gilson dos Santos Antunes Carmelino é o Vice Governador de Luanda. Fotografia de Domingos Barreto
- Publicidade -

O Governo Provincial de Luanda para o Sector Económico, Gilson dos Santos Antunes Carmelino encorajou, esta quarta-feira, 21, os jovens angolanos a firmarem o compromisso de fazer de Angola um lugar melhor para todos no contexto das nações africanas e do mundo. O evento abordou “O Impacto do Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022”.

“É necessário o engajamento destes jovens para que possamos mudar, cada vez mais fomentar a mudança estrutural da nossa economia de forma eficiente e sustentável, atingir as metas fixadas nos próximos Planos de Desenvolvimento e tirar lições dos eventos que vivemos e torná-las oportunidades em força, sendo esta uma missão de todos os jovens Africanos e em especial Angolanos”, frisou o governante, durante o 1º Fórum Agenda 2063, organizado pela Plataforma Africana Agenda 2063.

O político que falava em representação do governador Manuel Homem, reconheceu ser verdadeiro o deteriorar do ambiente de negócio em Angola e no mundo, provocado pela baixa do preço do barril de petróleo no mercado internacional e depois pela Pandemia da COVID-19. “Muitas metas do Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022 ficaram comprometidas, pois foram eventos inesperados. Mas ainda assim com bastante resiliência o Governo Angolano tem estado a ultrapassar com sucesso os desafios que se vivem”, considerou.

Gilson dos Santos Antunes Carmelino felicitou a Plataforma Africana “Agenda 2063” pela realização deste evento para reflexão e na materialização da visão de uma África Integrada, próspera e pacífica, impulsionada pelos seus próprios cidadãos. “É importante que a Agenda Continental para os 50 anos oriente as pessoas sobre a África que Queremos”, frisou o político que citou as setes aspirações da Agenda 2063, da União Africana.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorColaborador do Marimba Selutu recebe Medalha Cultural
Próximo artigoPaíses Baixos anuncia criação de fundo para combater legado da escravatura

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui