Dog Murras apela académicos a abandonarem “banga” para reduzir suicídios em Angola

0
103
- Publicidade -


O artista e empresário angolano manifestou-se esta quinta-feira, 21, a sua preocupação em relação ao elevado número de suicídios que tem sido registado em Angola. O também escritor está numa fase de lançamento do seu mais recente livro, intitulado “Ubuntu – Nós por Nós”.

De acordo com o artista, o presente mês representa a luta contra este mal que afecta uma frase de jovens angolanos e apela para a valorização daquele que considerou ser o bem mais preciso, a vida. “Independentemente da falta de esperança, da ansiedade, das decepções e traumas individuais que causam a desilusão e a depressão, é essencial dizer ‘Sim’ à Vida!”, escreveu o músico e activista social, acrescentando que existir uma sã convivência positiva entre os angolanos por considerar o equilíbrio emocional uma ferramenta que deixou de fazer parte do “menu” dos angolanos.

Dog Murras apelou aos académicos angolano das ciências sociais no sentido de abandonarem a vaidade com os diplomas universitários e trabalhar de forma efectiva.

“Apelo renovadamente os nossos psicólogos, psiquiatras, sociólogos e outros. para deixarem de fazer ‘banga’ com os títulos e exercerem o seu Saber, pois a solução pra ‘travar’ esse fenómeno que cresce diariamente no seio da nossa sociedade exige um estudo aprofundado nas famílias, escolas, universidades, instituições privadas e estatais”, referiu o autor de vários sucessos musicais, sustentando ser urgente que os políticos apresentem estratégias e planos de escapatória para que suicidar-se não seja a única saída encontrada pelos jovens “mangop’s” que continuam a sonhar com uma angola mais abrangente para todos e se decepcionam por falta de respostas.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorFilantropa congolensa Ketsia Olangi realiza acções sociais em Angola
Próximo artigoCarlos Lamartine homenageado pela Fundação Arte e Cultura

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui