“Estamos a mapear as artes do Leste”, declara governador Daniel Félix Neto

1
17
Daniel Félix Neto é o governador da Lunda Sul. Foto: Jacinto Figueiredo
- Publicidade -

Estas palavras foram proferidas no último Sábado, 29, do mês de Junho pelo governador provincial da Lunda Sul, no final do espactáculo da 3ª edição do Festival de Música e Dança Regional Leste (NGEYA), ocorrido no Largo 1º de Maio, na cidade de Saurimo.

Falando à imprensa, Daniel Félix Neto referiu que em termos de mapeamento das principais danças e músicas da região Leste de Angola estão bem representados. “Estamos a trabalhar para trazer todas aquelas artes praticadas pela região Leste do país. Como devem imaginar, este ano, trouxemos um grupo da Huíla e, é essa mistura e diversidade de cultura, que queremos que Angola continue a praticar”, frisou o governante, felicitando não apenas os jornalistas pela divulgação do trabalho quer à nível nacional quer  internacional mas também ao director artístico do Festival NGEYA, o músico e compositor Gabriel Tchiema.

Sobre a realização do evento na sua província, o governador da Lunda Sul manifestou o sentimento de gratidão, de festa e de alegria, sobretudo, na edificação daquilo que considerou a identificação dos angolanos como povo e citou a máxima “um só povo, uma só nação” como fundamento de unidade nacional.

“Foi muito bem realizada a 3ª edição deste festival e saímos daqui com mais lições no sentido de se aprimorar ainda mais para pudermos transmitir às futuras gerações a cultura da Lunda Tchokwé através da dança e da música que foram exibidas. Conseguimos atingir os grandes objectivos e quero parabenizar a organização, sobretudo, a sociedade mineira de Catoca pelo grande patrocínio deste grande evento”, sustentou Daniel Félix Neto.

Por outro lado, este mesmo político lançou um repto aos jornalistas no sentido de transportarem essa mensagem para outras fronteiras do país por considerar a Cultura Lunda Côkwe ser a mais conhecida pela tchianda e no espectáculo assistido, várias outras diversidades de música e dança regionais forem exibidas.

“Foi lançado o sona, a tchianda e agora queremos lançar outras manifestações da nossa cultura”, rematou o governador provincial, considerado o fluente comunicador na sua língua materna Cokwé.

PERFIL DO GOVERNADOR

Com as suas principais áreas de interesses focadas em política, educação, desporto e cultura, Daniel Félix Neto nasceu a 11 de Junho de 1979, em Saurimo, província da Lunda Sul.

Além do domínio em gestão empresarial, relações públicas e segurança no trabalho, é engenheiro técnico de Mineração e Ambiente, pela Universidade Dr. António Agostinho Neto e licenciado em Engenharia Mineira pela Universidade Lueji A´Nkonde, na província da Lunda Norte.

O seu histórico associativo foram destacados na Organização juvenil Hytweza e Promoções de eventos e na Associação Cristã dos Gestores e Dirigentes.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorKemy Kissanga canta “Wololo” na 3ª edição do Festival Ngeya
Próximo artigoMorreu José Ndalu, director da Rádio Cultura

1 COMENTÁRIO

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui