“Ar Condicionado” no maior festival de cinema africano

0
186
Ar Condicionado é uma longa-metragem angolana em que o actor José Kiteculo é destaque. Foto: DR
- Publicidade -

Com música de Aline Frazão, o filme “Ar Condicionado” conta no elenco com figuras como José Kiteculo, Filomena Manuel, David Caracol, Sacerdote, Tito Spyck e FeilipePali.

Depois de ter sido o primeiro filme Angolano a ser seleccionado no Festival We Are One, a longa-metragem de ficção realizada por Fradique e com produção da “Geração 80”, é um dos 17 filmes nomeados para o Prémio Principal da 27ª edição do Festival Pan-Africana de Cinema e Televisão de Uagadugu (FESPACO), maior festival de cinema africano, que se realiza a partir de Sábado, 16, durante uma semana, em Ouagadougou, capital do Burkina Faso.

Com curadoria de Alex Moussa Sawadogo, o FESPACO 2021 faz parte da necessidade imperativa de continuar a bela e única aventura artística e humana que o Burkina Faso tem vindo a esforçar-se por oferecer ao mundo sem descontinuar, há mais de 50 anos, independentemente das mudanças políticas.

O filme “Ar Condicionado” está nomeado numa categoria oficial do festival de filmes de ficção mais proeminentes de todo o continente que serão objecto de discussões e debates, com a presença confirmada do realizador Fradique e do produtor Jorge Cohen, convidados pela organização do evento.

A categoria em que o filme está a concorrer é uma tentativa de oferecer uma visão mais ampla do cinema, presente e futuro, do continente africano e da sua diáspora, proporcionando uma oportunidade para o público compreender, identificar-se e projectar-se a si próprio.

Lançado em Fevereiro de 2020 no International Film Festival Rotterdam, “Ar Condicionado” já foi premiado várias vezes e exibido em mais de 40 festivais em países como Quénia, China, Estados Unidos, Índia, Espanha, Austrália, Lituânia entre outros.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorGlória da Lu leva solidariedade ao Hospital de Cacuaco
Próximo artigo“Nunca vi o Presidente da República numa feira do livro”, Cíntia Gonçalves

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui