Emília Muteca do Namibe vence Variante

0
39
Emília Muteca, durante a recepção do cheque do prémio pelo Ministro Filipe Zau. Foto: DR
- Publicidade -

A 27ª edição do Festival da Música Popular Angolana – Variante 2022, consagrou com 159 pontos na última sexta-feira, 4, a candidata voz audível e excelente performance da província do Namibe, Emília Supe Muteca, de 21 anos. O evento ocorreu no Cine-Teatro Caxito, província do Bengo.

Emília Muteca cantou descalça, com traje típico da etnia mucubal, para interpretar a canção intitulada “África”, um poema do escritor David Mateia, do Namibe, musicalizado no estilo kilapanga e recebeu um cheque no valor de 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil kwanzas).

O corpo de júri liderado pelo artista lírico Emanuel Mendes, coadjuvado pelas conceituadas cantoras Margareth do Rosário e Melvi, e por um antigo funcionário do Gabinete Provincial da Cultura do Bengo, Diogo Colombo, atribuiu 157 pontos ao segundo classificado do concurso, o trio musical “União Família Dos Dembos”.

O grupo, fundado em 2016, por Fernando João “Gongo”, de 55 anos, Orlando José Quiconga, 35 anos, e João Gongo “JG”, de 25, foi um dos dois representantes da província do Bengo no concurso, e recebeu como prémio 1.000.000,00 (um milhão de kwanzas), pela brilhante interpretação da canção “Bandeno”, na língua nacional kimbundu.

Na terceira posição, ficou o representante da província do Uíge, Lolo Michael João, que obteve 154 pontos pela magnífica actuação, no palco do Cineteatro Caxito, quando interpretou na língua nacional kicongo, o tema musical “Tufueti Vutuka Kuvata Dyetu”.

Na música, Lolo Michael conta a história de um jovem que emigrou para as “Américas”, em busca de melhores condições de vida, mas que depois de alguns anos decide regressar às origens, por questões culturais.

“No meio de tantos, poucos são os escolhidos”, disse o artista, de 32 anos, visivelmente satisfeito com o prémio conquistado, no evento que homenageou o primeiro Presidente e Fundador da Nação angolana, António Agostinho Neto.

A 27ª edição do Variante ficou marcada pela brilhante actuação da cantora Margareth do Rosário, que obrigou o público a viajar no tempo, quando interpretou o tema “Vem para cá meu bem”, que durante alguns anos foi sucesso nacional.

Entre os convidados, o destaque foi para o músico Mito Gaspar, vencedor de três edições do Festival da Música Popular Angolana. O antigo representante da província de Malanje no Variante, não deixou os seus créditos em mãos alheias, levando a plateia ao delírio.

Mas foi o grupo Vozes do Nâmbua que criou “alvoroço”, na sala de espectáculos do Cine Teatro Caxito. A maioria dos convivas saltou da cadeira para cantar e vibrar com a música “Aname”. 

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorConheça a fazenda de 1932 que se transformou em museu
Próximo artigoMaria da Paz encanta na Igreja Maranata

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui