Executivo quer abertura para inserção dos artistas da CPLP

0
83
Jomo Fortunato (ao centro) com Manecas Costa e Tonecas Prazeres © Fotografia por: DR

O ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, defendeu, segunda-feira, 21, em Luanda, a abertura de projectos culturais que facilitem a inserção dos artistas no espaço de língua portuguesa.

De acordo com o Jornal de Angola, Jomo Fortunato, que falava durante um encontro com músicos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), expressou admiração e carinho pelo trabalho dos artistas.

“A ligação de Angola aos demais países da CPLP deve-se estreitar ainda mais do ponto de vista artístico”, frisou.

Por sua vez, Tonecas Prazeres, cantor e compositor de São Tomé e Príncipe, destacou a contribuição da música e dos artistas da comunidade, porque permite elevar a bandeira da CPLP. “Queremos agradecer ao Governo de Angola pela oportunidade de cá estar e ter permitido que continuemos a juntar as nossas valências e percursos”.

No encontro com o ministro da Cultura, Turismo e Ambiente estiveram presentes os cantores Filipe Mukenga, Anabela Aya, Nino Jazz, Esperança Mirakiza (Angola), Manecas Costa (Guiné Bissau), Tonecas Prazeres (São Tomé e Príncipe) e Celso Moura (Brasil), assim como o adido cultural da Embaixada de Angola em Portugal, Luandino de Carvalho.

Deixe o seu comentário
Artigo anterior“Vamos lutar para que a Segurança Social inclua os artistas na protecção social”, defende Maria Francisco
Próximo artigoPro-Cult Angola se torna Observador Consultivo da CPLP

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui