FILDA 2022: expositores juntam-se em stand colectivo

0
62
- Publicidade -

A Embaixada do Reino Unido e mais oito instituições angolanas apresentaram-se nesta quarta-feira, 20, na 37ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA 2022), na Zona Económica Especial de Luanda(ZEE), em Luanda.  

Sob o lema “As Tecnologias Disruptivas como Factor de Desenvolvimento”, a presente edição da FILDA 2022 decorre de 16 à 20 de Julho como “palco de promoção da produção nacional, da realização de negócios e do fomento do emprego.”

Com a intenção de identificar novos parceiros de negócios, a Câmara de Comércio Reino Unido – Angola, está representada num stand colectivo, integrando a Embaixada do Reino Unido e 8 instituições nacionais e internacionais. Entre elas destacam-se o Agroportal, a Associação Agro-Pecuária de Angola, a Clé Entertainment, o InterContinental Luanda Miramar, a PI Advisory, a Eco Angola, a Aramex, e a Change 1’s Life”.

De acordo com a nota de imprensa enviada à redacção do Marimba Selutu, o Presidente da Câmara de Comércio Reino Unido – Angola, Chris Masters, fez referência de que existe uma crescente confiança no actual ambiente de negócios em Angola e nos bons resultados das reformas económicas aplicadas pelo Governo angolano, com vista à diversificação de mercados e o aumento das exportações nacionais.

“A par da Representação Diplomática do Reino Unido, as 8 empresas participam pela primeira vez no referido evento, com a intenção de identificar novos parceiros de negócios”, acrescenta a nota, sustentando que a Câmara pretende colaborar com todos os grupos empresariais para desenvolverem relações comerciais mais fortes com outras Câmaras de Comércio regionais e com o departamento de Comércio Internacional do Reino Unido, bem como tornar-se uma influente promotora de oportunidades em Angola para ajudar a tornar o país num destino de negócios atractivo para investidores estrangeiros.

A FILDA 2022 é um palco de promoção da produção nacional de carácter internacional que tem uma impressão digital do fomento da diversificação da economia. A sua realização na Zona Económica Especial Luanda – Bengo configura-se como um convite a investirem em Angola.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorDebatido crise de valores socioculturais
Próximo artigoInvestigadores lançam livros sobre poderes abusivos e pecados mortais no ensino

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui