“As pessoas de direito olhem para mim”, desabafa Rei Elias dya Kimuezo

0
62
- Publicidade -

 

Estas palavras foram proferidas esta semana pelo músico, compositor e intérprete Elias dya Kimuezo, considerado “Rei da Música Angolana”.

O dia do seu aniversário de 88 anos de idade foi marcado com uma visita surpresa e a presença de familiares, amigos, artistas e altos funcionários da administração municipal do Kilamba Kiaxi e do distrito urbano do Nova Vida, em Luanda.

Em entrevista ao Jornal de Angola, à margem deste dia memorável, comemorado no segundo dia do primeiro mês de cada ano desde 1936, o artista afirmou que a sua saúde está debilitada e que merece atenção e cuidados.

“As pessoas de direito olhem para mim, porque já sinto que os meus ‘pneus estão furados’. Um dos segredos para chegar a esta idade, foi ter Deus como o nosso guia, protector, que nos caminhou até aqui”, frisou o músico.

Com um sorriso no rosto, o rei da música angolana aconselhou os jovens a terem foco na vida, fé, nunca abusar da saúde, saber andar, evitar caminhos pelos quais nunca produziram resultados e lidar com pessoas que nos rodeiam.

Por sua vez, Flávio Francisco, oitavo filho do de Elias dya Kumuezo, explicou que o seu progenitor teve um percurso difícil para conseguir chegar ao auge da carreira artística e pede mais atenção das autoridades.

“Pelo percurso do meu pai, penso que merecia mais apoios. Ele é o rei da música popular angolana e deveria ter um melhor reconhecimento do Estado, em geral, e do Ministério da Cultura e Turismo, em particular”.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorMorreu poeta e músico Rui Mingas
Próximo artigoFeira Multidisciplinar abre ano cultural no Palácio de Ferro

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui