Dino Vidas regressa aos palcos

0
297
Dino-Vidas. Foto: Divulgação
- Publicidade -

O artista do Lubango, Huíla, que ficou conhecido por fazer parte do agrupamento musical Tropical Band, marcou o seu regresso por meio de um concerto musical, em Portugal.

O angolano, Dino Vidas, ex-membro dos Tropical Band, realizou na última sexta-feira, 8, o espectáculo de regresso aos palcos, 21 anos depois de ausência no mercado. O evento realizou-se no Espaço B.leza, em Lisboa, Portugal.

O músico foi acompanhado pela banda do B.leza, composta por Vaiss Dias, na guitarra; Kalu Ferreira, no teclado; Juvenal Cabral, no baixo, e Kau Paris, na bateria. O som esteve na responsabilidade de Miguel Gomes (Chinaskee) e Bernardo Ramos.

O evento ficou marcado com a presença de fãs de Dino Vidas, que assistiram a um concerto de recordações e emoção, com os sucessos da Kizomba e do Semba, como “Merengue de Santo António” de David Zé, “Kitia”, “Carta Pá Bó”, “Meia Noite”, “Sacudindo a Bunda”, entre outros.

Tropical Band foi um agrupamento musical fundado por Belito Campos, por meio de uma história que começa nas escadas de um prédio, onde se juntavam para cantar. Depois da formação do grupo, passou a ser uma banda de baile com um reportório preenchido por músicas de Angola e Cabo-Verde.

Na primeira fase de constituição, o grupo era composto por Belito Campos, Dino, Estrela, José Sousa e Necas. Mais tarde, integraram Hernany Lagrosse, Dinho, Ciro Cruz e Yéyé.

Em 1989, a banda acompanhou a gravação do álbum “Reflexões”, do músico Bonga. A partir daí, os Tropical Band ganhou maior notoriedade ao ponto de serem agenciados pela editora Discossete, que produziu 3 álbuns discográficos.

Em 1990, grava o primeiro disco a solo “Brincadeira”, que foi premiado com discos de prata, ouro e platina. Depois, gravaram “Somos Nós” (1992), “Portugal – Angola” (1992), Só Pensa Naquilo” (1993), “Estamos Aí” (1995) e “Bué Radical” (1998).

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorMadonna publica canção do seu próximo disco
Próximo artigoLokua Kanza felicita Ndaka Yo Wiñi pelo “Olukwembo”

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui