Daniel N’xala recebe visita surpresa de artistas e jornalistas no dia de aniversário

0
164
Daniel Nxala é um músico gospel angolano. Foto: DR
- Publicidade -


O Marimba Selutu realizou uma reportagem na tarde desta quarta-feira, 22, na residência do músico e compositor gospel Daniel N’xala, no Bairro dos Pescadores, município de Cacuaco, em Luanda. Para complementar a surpresa, os artistas Santimant Mwiny, Mário da Glória e Mário Polega garantiram o ambiente artístico da tarde.

um trecho da música “Parabéns” marcou a abertura do momento artístico do aniversário, seguindo-se de uma conversa sobre a trajectória artística de N’xala ao longos destes anos de carreira musical.

“Cantava em dúpla com o irmão Simão Paulo, quando fazíamos parte da PLSB Produções. Mas este grupo acabou por falta de tempo por parte do meu parceiro. Enquanto eu em Luanda, ele estava no Bengo e a parceria era difícil de continuar. Agora canto a solo e faço os meus trabalhos na Terrível Voice”, explicou Daniel N’xala.

O cantor gospel informou ainda que no dia 22 do mês passado, através das plataformas digitais e demais redes sociais disponibilizou para o público um novo trabalho “Aiué Mamã 2”. “Diferente do Aiué Mamã, essa nova canção é mais dançante, mais rítmica e carrega uma mensagem muita profunda, de arrependimento, de amor ao próximo,  espiritual e de harmonia”, acrescentou o artista, sustentando que há várias dificuldades no mercado nacional devido a crise económica que o país enfrenta há anos.

Por sua vez, o produtor e guitarrista Santimant Mwiny revelou que tem sido bom trabalhar com músico N’xala. “Na verdade, já conhecia o grupo quando cantava com o Irmão Simão, que sempre tinham muita bagagem musical principalmente no estilo Nkembo”, referiu o também arranjista, acrescentando que aquela descoberta deu início a uma parceria que não durou muito porque o seu então parceiro Simão acabou por desistir.

Convidado também a falar um pouco sobre música e sua carreira, o integrante do grupo banda Hérmon, Mário da Glória disse que o seu elenco conta com dois trabalhos discográficos no mercado, sendo o primeiro intitulado “Muenho Uamy” com 15 faixas, foi lançado na Praça da Independência, na província do Uíge e no Mercado dos Kwanzas, alcançando uma venda de mais de 4 mil cópias.

Para Mário Polega, director teatral, actor e dramaturgo dos sucessos “Quando o actual não supera”, “Segredo do quarto”, “A tampa da minha panela” e fundador do Amosteca – Festival de Amostra de Teatro de Cacuaco não deixou de felicitar e encorajar o músico gospel a continuar e a trilhar bons caminhos.

Daniel Nxala para além de músico também é professor,  a maior parte das composições acabam sendo inspiradas pela sua convivência com os seus alunos, no Bengo.

Artista evangélico, intérprete e compositor angolano, Daniel N’xala deu os primeiros passos no mundo da música a partir do ano de 2007, altura em que decidiu entrar no coral da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, “Os Tocoístas”, pela Paróquia de Bathel, no Município de Cacuaco, Província de Luanda.

Inspirado pelos músicos Bambila e Irmã Sofia, dois “monstros” da música gospel nacional, bem como a banda “Irmãos Baltazar”, da Igreja Tocoísta, N’xala canta nas línguas kikongo, lingala e português.

A reportagem completa pode ser acompanhada no link abaixo:

 

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorPresidente da UNITA lamenta emigração de jovens artistas angolanos
Próximo artigoCabo Verde: Morreu Zé Orlando, fundador da Editora “Sons D’África”

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui