“É preciso mudarmos os dirigentes africanos que comandam a Cultura”, afirma Daniel N’xala

0
26
Daniel Nxala é um músico gospel angolano. Fotografia de Domingos Barreto
- Publicidade -

O artista foi uma das atracções culturais do 1º Fórum Agenda 2063, organizado pela Plataforma Africana Agenda 2063, esta quarta-feira, 21, em Luanda. O encontro juntou entidades governamentais, representante da embaixada da Zâmbia em Angola, deputados, académicos, activistas e estudantes universitários.

Falando em exclusivo ao Marimba Selutu, o músico afirmou que para se elevar ainda mais a identidade cultural africana até 2063, o trabalho precisa de ser colectivo. “É preciso mudarmos o comportamento dos dirigentes que comandam a Cultura [em África]. Ter programas de valorização dos fazedores de Cultura, através de apoios materiais, financeiros e psicológicas”, frisou o músico gospel e autor da música “Aiué Mamã”, lançado no mercado em Dezembro de 2021.

O artista disse também que os governos africanos devem criar as infraestruturas para que possam promover as actividades culturais que resgatem os valores, identidade cultural e artística. “Temos acompanhado que estamos a consumir bastante a música estrangeira, sendo que essa mistura tem enfraquecido a nossa música africana em Angola”, sustentou.

Daniel Nxala, que apresentou duas músicas de sua autoria, referiu que há um impacto alto no consumo da música internacional em detrimento das nossas.

“Não existe uma actividade sem música e conseguimos perceber que ela está presente em todos os lugares porque é um elemento importante para o desenvolvimento de um povo”, explicou o também compositor, acrescentando ser necessário facilidades para a melhoria do cenário de promoção de músicas e deve haver censura para com as músicas impróprias.

O músico gospel lamentou igualmente o facto de aumentar o número de artistas a morrer e outros a pedirem esmola em praça pública.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorPoetisa Irene A’mosi vence Luanda Slam
Próximo artigo“Estou mesmo mal. Realmente estou doente”, declara Justino Handanga

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui