Manu Dibango agradece João Lourenço e LS Republicano

0
59
Manu Dibango é um artista de referência do continente africano. Foto: DR

Aos 85 anos de idade, dos quais mais de 60 dedicados à música, o saxofonista camaronês alcançou o primeiro disco de ouro de um artista africano nos Estados Unidos com a música “Soul Makossa”, em 1972. O músico partilha o palco com o Bonga neste domingo, 30, no Centro de Conferência de Belas, em Luanda.

O agradecimento do cantor camaronês ao convite do Presidente da República João Lourenço e da produtora LS Republicano Manu Dibango ocorreu nesta quinta-feira, 27, em Luanda.

Falando em conferência de imprensa o artista, que actua neste domingo, 30, às 20h00, em Luanda, num palco partilhado com o angolano Bonga, está satisfeito pela iniciativa “por unir dois astros musicais em representação da União Africana”.

O espectáculo conta também com a participação especial da cantora angolana Pérola.
Segundo o músico angolano Bonga, a grandeza do momento partirá do dueto com o consagrado músico camaronês.

Os músicos foram convidados pelo Presidente da República para actuar na cerimónia de cumprimentos de fim-de-ano, realizada nesta quinta-feira, 28, no Jardim do Palácio da Cidade Alta.

Nascido a 12 de Dezembro de 1933 em Douala, nos Camarões, Manu Dibango é um saxofonista e vibrafonista de jazz e afrobeat, que iniciou a carreira como membro do grupo congolês Africam Jazz.
Lançou o primeiro álbum a solo em 1972, iniciando uma carreira de grande sucesso. De destacar a influência na música “Wanna be Startin” de Michael Jackson, “Cowboys” dos The Tigres e “Don’t Stop the Music” de Rihanna. Em 2004,  Manu Dibango foi denominado pela Unesco  “Artista da Paz”.

Bonga (Barceló de Carvalho) nasceu na província do Bengo. Com mais de 30 anos de carreira e dezenas de ál-buns gravados, é considerado o embaixador da música an-golana, por divulgar o país. Os seus temas são divulgados por todo o Mundo por si e por outros artistas internacionais, como Alcione e Martinho da Vila. Em Novembro deste ano, foi condecorado pelo Presidente João Lourenço com a medalha da bravura e do mérito cívico e social de primeira classe.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorA música do Sudão tem que ser ouvida
Próximo artigoActriz utiliza dentes como instrumento musical

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui