Wilmar revela segredos da música que lhe fez finalista do Festival da Canção 2021

0
128
Wilmar - Artista Anglano

O artista Wilmar manifestou os segredos que estão por detrás de uma canção que garantiu-lhe a passagem para os 10 finalistas da 24ª edição do Festival da Canção de Luanda.

A revelação foi no final da apresentação dos concorrentes do concurso, na primeira semana do corrente mês, no Palácio de Ferro, em Luanda.

Falando em exclusivo ao Portal Marimba Selutu, o jovem músico declarou que no momento que interpretava a canção “Cale-se de Mim”, via-a como um quadro [obra de arte].

“‘Cale-se de Mim’ é uma canção que tentei dar som a um quadro; e quando a canto, vejo um quadro. Ela tem influência da música espiritual negra, do trovadorismo como Movimento da Literatura e de alguns objectos do Surrealismo dos anos 70 e 80”, explicou o finalista do concurso, sustentando que a mesma música de sua autoria contou com uma produção simples por causa da sua complexidade.

O artista fez saber ainda que decidiu participar no Festival da Canção depois de compreender a sua posição como artista. “Depois de colocar alguma experiência e entender mais a minha posição enquanto artista e, tendo em conta a característica e o tema do evento [Festival da Canção] – que é a ‘Influência da Poesia na Música’ – vi que seria uma boa edição para eu participar e amadurecer um pouco mais”, reforçou Wilmar, explicando que foi por meio da poesia que a sua carreira artística iniciou.

Para o também compositor, no começo, tinha apenas intenção de participar no Festival com outra música. “Eu tinha outra canção para concorrer, o ‘Viva a Vida em Mim’. Mas, quatro dias antes de fechar a data da apresentação das propostas, percebi que esta não valia, pois já a tinha apresentado noutro palco.”, elucidou o finalista, observando que teve de fazer o “Cale-se de Mim” naquele dia e em menos de 1 hora.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorRui Veloso com dois concertos adicionais
Próximo artigo“Temos de capacitar para melhorar a qualidade da fotografia da igreja”, José Guange

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui