Paulo Brijonev lança livro sobre liberdade de expressão e direito à informação

0
98
- Publicidade -


A obra foi escrita em 2015, aquando da sua dissertação para a licenciatura em Comunicação Social e procurou compreender a influência do debate da Rádio Ecclésia na consciência cívica dos cidadãos.

A academia angolana e o público em geral de Angola vão testemunhar às 14horas da próxima sexta-feira, 15, na Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Belas, em Luanda, o livro do analista político e académico angolano Paulo António Lucas, mais conhecido por Paulo “Brijonev”. Sob chancela da editora Kutangueesa, apresentação da obra será feita pelo professor Nkikinamo Tussamba.

Intitulado “Liberdade de Expressão e Direito à Informação. Reflexões em torno do debate informativo da Rádio Ecclésia”, o livro contém quatro capítulos e é um trabalho académico escrito em 2015 com o objectivo de revisitar os conceitos de direito, informação e de liberdade de expressão, analisar na constituição angolana e demais leis as questões ligadas a matéria de liberdade de expressão e ao direito a informação.

Na época, o pesquisador angolano fez uma observação prática para compreender até que ponto o debate da Rádio Ecclésia pode influenciar a forma de pensar e agir dos cidadãos do Cazenga durante o período da campanha eleitoral de 2012.

De acordo com a nota de imprensa enviada ao Marimba Selutu – Portal de Notícias Culturais, o interesse particular do académico em abordar a liberdade de expressão e o direito à informação, bem como o contributo da Rádio Ecclésia para a tomada da consciência cívica dos cidadãos do Cazenga, tem igualmente a ver com a pouca abertura da media na época para tais questões. 

“Achamos ser de extrema importância que a sociedade nacional, estudantil e académicas, bem como profissionais de comunicação social e da rádio em particular saibam que, durante o período de campanha às eleições gerais de 2012, a Rádio Ecclésia dedicou um espaço aberto ao debate de questões relativas às eleições que representou naquele período uma autêntica demonstração de promoção da Democracia, do contraditório, do cruzamento de fontes e da defesa do interesse Público”, explicou Paulo Brijonev, na sinopse do livro.

O pesquisador indagou sobre que contributo a Emissora Católica de Angola terá desempenhado na formação da consciência cívica dos cidadãos do Cazenga durante o período de campanha eleitoral para o pleito de 31 de Agosto de 2012.

SOBRE O AUTOR

Paulo António Lucas ‘Brijonev’ é licenciado em Comunicação Social, mestre em Ciência Política e Administração Pública e doutorando em Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto (UAN), na especialidade de Comunicação Social.

Docente da cadeira de Metodologia de Investigação Científica, Gestão da Comunicação na Universidade de Belas e professor assistente convidado do curso de Comunicação Social da Faculdade de Ciências Sociais da UAN, tendo leccionado no ISIA as cadeiras de Introdução ao Jornalismo, Teorias da Comunicação e Realidade Angolana e é autor do livro “Adaptação dos imigrantes da RDC em Angola”

É também coautor do livro “Leituras Cruzadas sobre Angola e Brasil. Identidade, memória, direitos e valores”, onde se pode encontrar autores de referência como Paulo de Carvalho, Victor Kajibanga, Luekákio Afonso, Luzia Milagres, Aníbal Simões e outros.

Também emprestou o seu saber como  coautor do livro  “Comunicação e Poder: transparência pública, pós-verdade e inovação no mundo digital” com académicos brasileiros.

Deixe o seu comentário
Artigo anterior“Há artistas a usurparem dos direitos autorais de outros”, alertou SG da UNAC-SA
Próximo artigoFAC acolhe concerto que junta artistas de Angola e Azerbaijão

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui