Artistas reagem morte de Jacob Desvarieux

0
163
Pérola, Paulo Flores e a cantora beninense Angélique Kidjo. Foto: DR

Depois da morte do guitarrista e líder dos Kassav, Jacob Desvarieux, ocorrida nesta sexta-feira, 30, vários músicos angolanos e estrangeiros manifestaram os seus sentimentos de pesar e destacaram a sua dimensão cultural.

Usando a sua conta oficial do Facebook, a cantora angolana Pérola desejou descanso  à alma de Jacob Desvarieux. “Descansa em paz, Jacob Desvarieux! Obrigada por inspirares e por todos os momentos alegres que nos proporcionastes!”, escreveu a “Melhor Artista Feminina da África Austral” do Kora 2005, tendo desejado à família e amigo do guitarrista os seus pêsames.

Também usando a mesma rede social, o músico e compositor, Paulo Flores, exprimiu o seu sentimento em forma de agradecimento. “Obrigado, Jacob, o Zouk também foi o nosso medicamento! Nos anos oitenta, a Guerra [Civil Angolana] tinha cheiro e som, como uma queta ou um boda bom. O Zouk do Jacob foi nosso alento, nossa réstia de alegria e fonte de auto-estima.”, relembrou, acrescentando que Jacob amenizou as suas carências e lhe trouxe novas influências em forma de ritmo, como se fosse um alimento.

Por sua vez, a cantora e compositora beninense, Angélique Kidjo revelou que o seu género musical teve influência de Jacob Desvarieux. “Descanse em paz, Jacob Desvarieux! O seu génio musical influenciou-me tanto e muito poucas pessoas sabem que tocaste guitarras incríveis em muitas das minhas músicas como “Fifa”, “Akwaba”, “Sound Of the Drums” etc.”, declarou, recordando as memórias em que passou com o músico numa turnê em Brooklyn, Nova Iorque.

Usando ainda a sua conta oficial do Facebook, a também actriz sublinhou os momentos engraçados e de amizade que partilhou com o líder dos Kassav’. “ Não houve um momento sem graça contigo. O teu coração era tão grande e eu tinha orgulho de te chamar ‘amigo’. Você [Jacob] aproximou África e as Índias Ocidentais de uma forma humana e musical. Isso é um grande feito!”, exprimiu.

Quem não deixou de usar a mesma rede social que estamos a fazer referência para emitirem os seus sentimentos são os músicos os angolanos Dog Murras, Érika Nelumb e Rosa Roque, o português Badoxa, assim como o músico e compositor cabo-verdiano, Gil Semedo.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorHistoriador e escritor brasileiro é o novo colunista do Portal Marimba
Próximo artigoMinistro realça importância do Museu da Língua Portuguesa para CPLP

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui