Artistas dão nota negativa à governação de Jomo Fortunato

0
116
Irina Vasconcelos e José Baptista Kiteculo são dois artistas angolanos. Foto: DR
- Publicidade -

No dia em que o ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, completou 1 ano desde a sua nomeação, vários artistas fizeram, na última terça-feira, 26, um balanço negativo à sua governação, durante este período.

Respondendo a questão da página oficial do Facebook do Portal Marimba Selutu, que questionava o balanço de 1 ano da governação do ministro, a cantora e compositora Irina Vasconcelos disse que se estivesse no lugar de Jomo Fortunato teria feito melhor. “Eu faria melhor [governação], por vós. Mas, a alternância é urgente em meritocracia.”, justificou a também considerada “Rainha do Rock Angolano”.

O actor do filme “Ar Condicionado”, José Baptista Kiteculo, aconselhou o ministro a rever o discurso do Presidente João Lourenço, na altura em que era o candidato do MPLA à Presidente da República, em 2017. “Ontem estava a rever o discurso do JLO [Presidente João Lourenço], proferido no ‘Encontro com Fazedores da Cultura e Arte’, quando ainda era o candidato do MPLA às Eleições [Gerais] de 2017. O ministro [Jomo Fortunato] tem uma grande ferramenta [o discurso] a seu dispor. Tem muitas promessas que podem serem executadas.”, recomendou

Tal como Irina Vasconcelos, o escritor antigo jornalista da Agência Angolana Angola Press – ANGOP, José Weza, escreveu que a governação não trouxe “nada de especial”, enquanto o internauta e activista social Miguel Quimbenze considerou-a muito aquém das expectativas.

“Muito a quem das expectativas, fracasso total”, sustentou o coordenador de uma iniciativa associativa para a juventude angolana, Miguel Quimbenze.

Para o internauta Osvaldo Delfim Maquina Siano, ao longo deste período houve pouco avanço na Cultura. “Sem grandes avanços. Continuamos a ter uma Cultura medíocre, sem condições de auto-sustento para os fazedores da Arte e da Cultura.”, criticou.

No entanto, o internauta e empreendedor Pedro Manuel da Silva Homa atribuiu nota positiva a gestão de Jomo Fortunato. “Positivo. Mas, falta melhorar mais”, ramatou.

Jomo Francisco Isabel de Carvalho Fortunato, foi nomeado para o cargo de ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, no dia 26 de Outubro de 2020, pelo Presidente da República, João Lourenço. Jomo Fortunato substituiu no cargo a então ministra Adjany da Silva Freitas Costa, que foi nomeada como consultora do Chefe de Estado.

Deixe o seu comentário
Artigo anterior“No âmbito da mobilização para o voto, o teatro é fundamental”, Olívio N‘kilumbu
Próximo artigoJomo Fortunato exonerado do Ministério da Cultura

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui