Young Dolph morre após três disparos no EUA

0
55
Young Dolph morre após três disparos no EUA. Foto: DR

O rapper norte-americano Young Dolph, que teve três álbuns a alcançar o top-10 da lista Billboard 200, morreu na úluima quarta-feira, 17, após ter sido baleado numa loja de biscoitos na sua cidade natal, em Memphis, estado do Tennessee, EUA. As autoridades continuam a realizar buscas para deter o atirador que se encontra em fuga. O rapper.

De acordo com a Lusa, citada pelo Observador, a polícia local destacou através da rede social Twitter que não havia alguma informação sobre o tiroteio que decorreu na cafetaria Makeda’s Cookie’s, perto do Aeroporto Internacional de Memphis.

“A trágica morte a tiro do artista de rap Young Dolph serve como lembrança da dor que o crime violento carrega. Os meus pensamentos e orações estão com a sua família e amigos”, referiu o presidente da Câmara de Memphis, Jim Strickland, em comunicado.

De acordo com o jornal Daily Memphian, que citou um primo de Young Dolph, o rapper estaria na cidade desde segunda-feira em visita a uma tia que sofre de cancro e também para distribuir perus para o Dia de Ação de Graças.“Ele estava dentro (do estabelecimento), e alguém simplesmente se aproximou dele e tirou a sua vida”, revelou.

Na semana passada, a mesma cafetaria divulgou um vídeo através do Instagram com o rapper a promover os biscoitos e a afirmar que visita a loja sempre que está em Memphis, noticia a agência AP.
O artista, de 36 anos, nasceu em Chicago com o nome Adolph Thornton Jr. e mudou-se para Memphis com a família quando tinha dois anos.

Young Dolph lançou vários trabalhos, o primeiro, “Paper Route Campaign”, em 2008, e vários álbuns de estúdio, como o de estreia “King of Memphis”, de 2016.
Colaborou ainda em trabalhos com outros rappers como Key Glock, Megan Thee Stallion, TI, Gucci Mane ou 2 Chainz.

Young Dolph teve três álbuns a alcançarem o top-10 da lista Billboard 200, com “Rich Slave”, de 2020, a chegar ao quarto lugar.

Deixe o seu comentário
Artigo anterior“Calili foi dos poucos que conseguiu manter-se fiel como instrumentista baixo”, afirma Dom Caetano
Próximo artigoAprocal pode ter responsabilidade efectiva de realizar o Carnaval de Luanda

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui