Filipe Zau defende criação da Casa do Artista em Angola

0
127
Ministro da Cultura, Turismo e Ambiente encontra-se em Lisboa. Foto: DR
- Publicidade -

O ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Filipe Zau, fez estas declarações nesta segunda-feira, 7, no final da sua visita de constatação na Casa do Artista, em Lisboa, Portugal. O governante que se encontra em Lisboa, a tratar de questões da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), no âmbito da presidência de Angola, esteve acompanhado da secretária de Estado para a Cultura, Maria Piedade de Jesus.

De acordo com informações que o Marimba Selutu teve acesso, para além dos gestores da cultura angolana focarem a sua atenção ao conceito, modelo de gestão e critérios de admissão à Casa do Artista, em Lisboa, informaram-se igualmente da filosofia do empreendimento e dos diferentes níveis de apoio prestado aos artistas.

“Defendemos a criação de uma estrutura similar em Angola, para o domínio da cultura do país e a garantia de um sentido mais amplo da dignidade dos artistas, sobretudo em caso de doença e velhice, sem apoio familiar”, frisou Filipe Zau.

A realização de actividades, no quadro do “Luanda Capital da Cultura”, e as futuras reuniões sectoriais da Cultura e do Turismo fazem parte da agenda do ministro e dos contactos que desenvolve.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorSemba precisa de estudo aprofundado para ser património imaterial
Próximo artigoLuanda acolhe Iª Convenção Geral da Terceira Divisão

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui