“José Eduardo dos Santos já estava morto há muito tempo”, defende Agualusa

0
77
José Eduardo Agualusa Alves da Cunha é um jornalista, escritor e editor angolano de ascendência portuguesa e brasileira. Foto: DR
- Publicidade -

O escritor entende que João Lourenço geriu mal a luta pelo corpo com os filhos e pareceu disparatada, inútil e sem sentido.

Estas palavras foram proferidas neste sexta-feira, 26, pelo jornalista e escritor angolano José Eduardo Agualusa, no jornal da meia-noite da televisão portuguesa SIC.

Questionado se o funeral de José Eduardo dos Santos podia ser um factor de unidade nesta fase mais conturbada de Angola ou pode ajudar a criar outro tipo de sentimento da população, o escritor fez saber que o antigo presidente já não tinha relevância nenhuma no contexto político angolano.

“Já se viu que não há uma grande emoção em Angola decorrente da sua morte e da chegada do seu corpo. Politicamente, José Eduardo dos Santos já estava morto há muito tempo e não tinha relevância nenhuma no contexto político angolano”, frisou o também editor, manifestando a possibilidade de vir a ter alguma relevância no seio do partido no poder.

Segundo o mesmo, a forma desastrada que João Lourenço geriu a morte de José Eduardo dos Santos, permitiu que uma certa corrente eduardista no seio do MPLA voltasse erguer a cabeça. Ele [JLO] geriu mal essa crise e luta pelo corpo de JES com os filhos, que pareceu-me disparatada, inútil e sem sentido.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorFuneral de Estado de José Eduardo dos Santos será hoje
Próximo artigo“’É cedo demais’ para MPLA reclamar vitória”, afirma José Eduardo Agualusa

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui