Palácio de Ferro acolhe workshop sobre empreendedorismo cultural

0
44
Palácio de Ferro é um edifício histórico de Luanda, que se crê ser da autoria de Gustave Eiffel. . Foto: DR
- Publicidade -

Os artistas Gersy Pegado, Totó e Sofia Buco, e os gestores culturais Rui Last-Man e João Vigário serão os facilitadores do workshop sobre empreendedorismo cultural, a decorrer este sábado, 24, no Palácio de Ferro, em Luanda.

O encontro surge no âmbito do fomento ao “Diálogo sobre Criativa”, criado pela Nakenis.08, que visa atender projectos culturais e finanças pessoais

A iniciativa é da Academia Produza, em  parceria com o Centro Cultural Palácio de Ferro, conta com apoios do Ministério da Cultura e Turismo, e do Instituto Angolano da Juventude.

Segundo nota de imprensa envida ao Marimba Selutu, o debate é dirigido para jovens criativos, gestores e empreendedores culturais que trabalham em vários pontos da cidade capital, nos sectores da música, dança, teatro, design, entre outras, com a finalidade de conhecerem as diferentes estratégias que permitam explorar as possibilidades de geração de riquezas por meio das artes e da cultura.

Em duas horas, Gersy Pegado (cantora), Totó (cantor), Sofia Buco (actriz), Rui Last-Man (gestor de projectos culturais) e João Vigário  (produtor cultural na OnArt) vão interagir com os participantes, numa iniciativa aberta aos artistas e todas as pessoas interessadas.

Os prelectores abordarão, igualmente, os desafios dos negócios na área da criação cultural, como questões sobre “network”, conduzido pela Academia Produza, o primeiro centro de forma profissional especializada em gestores de projectos culturais.

Criatividade, conhecimento cultural e a propriedade intelectual são as bases para criar e disponibilizar novos produtos e serviços em áreas como arquitectura, artes performativas, artesanato, cinema, moda, entre outras, de modos a conciliar aspectos culturais, económicos e tecnológicos  com vista a um desenvolvimento sustentável.

Em 2021 foi declarado Ano Internacional da Economia Criativa ao Serviço do Desenvolvimento Sustentável.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorHollywood: Globos de Ouro volta na TV em 2023
Próximo artigo“É necessário resistir para existir”, defende Dog Murras

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui