“É necessário resistir para existir”, defende Dog Murras

0
49
Dog Murras é o nome artístico de Murthala Fançony Bravo de Oliveira, músico, compositor e intérprete angolano. Foto: DR
- Publicidade -

O músico e compositor angolano afirmou esta terça-feira, 27, a necessidade de se apostar na resistência como mecanismo de continuidade da existência do ser.

Usando a sua página da rede social Facebook, Dog Murras entende que resistir é ter firmeza no passo e não ter vergonha de assumir como se é. “É agir a partir do teu lugar! Resistir é aprender a jogar com as cartas que tens! É fazer o seis virar nove! É estar bem consciente da tua funcionalidade dentro desse tabuleiro [Mundo]!”, escreveu o artista e empreendedor, acrescentando ser necessário aprender com a falha do ontem para enfrentar o hoje e jamais temer o amanhã.

O também autor do livro Matemática da Coerência entende que resistir é igualmente ser homem livre, mente livre e espírito livre. “Resistir é a via que precisas andar pra alcançar a via que mereces! É vital resistir pra existir! A luta tem que ser contínua porque a vitória é vizinha!”, rematou, esclarecendo não haver outra saída.

Conhecido também como palestrante motivacional e activista social, Dog Murras, nome artístico de Murthala Fançony Bravo de Oliveira, nasceu a 17 de Fevereiro de 1977, tendo iniciado a carreira artística depois de frequentar o curso de Belas Artes, numa das escolas secundárias de Joanesburgo, África do Sul.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorPalácio de Ferro acolhe workshop sobre empreendedorismo cultural
Próximo artigoMahsa Amini: a muçulmana morta por mau uso do véu no Irão

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui