Artistas de Marrocos terão fundos de apoio à mobilidade cultural

0
159
- Publicidade -


A iniciativa visa alargar audiências, participar no desenvolvimento do mercado artístico, contribuir para o desenvolvimento da carreira profissional, facilitar intercâmbios e “networking” de artistas e estudantes marroquinos com estruturas culturais em Marrocos.

A Fundação Hiba e o Instituto Francês realizaram uma série de consultas através do Fundo Roberto Cimetta e lançaram esta semana, o primeiro Fundo de Mobilidade Artística e Cultural Interna de Marrocos.

Trata-se do “Asf’Art”, primeiro fundo de mobilidade artística e cultural de Marrocos, lançado recentemente com o objectivo de facilitar a mobilidade artística de jovens artistas dos 18 aos 30 anos, em todas as disciplinas, bem como a estudantes da área da cultura e das artes.

De acordo com o jornal local online “Le Matin.ma”, o fundo é apoiado pelo Instituto Francês de Marrocos e pela Fundação Hiba e por iniciativa do Fundo Roberto Cimetta, oferecendo oportunidades de participação em eventos artísticos, de descoberta de lugares culturais e alargar o acesso à cultura e às artes naquele país banhado pelo Mediterrâneo.

Os beneficiários terão mobilidade nacional e o Fundo “Asf’Art” permite-lhes o acesso a uma plataforma para a participação em festivais, residências, exposições, mercados de arte, visitas a museus e muitos outros eventos culturais.

“O Fundo oferece uma oportunidade única para esses talentos emergentes adquirirem novas habilidades, explorarem novos horizontes e conhecerem artistas e actores culturais fascinantes”, refere um comunicado de imprensa dos promotores do projecto.

O acesso ao “Asf’Art” são feitos através da submissão de um formulário de candidatura, disponível no website e nas várias redes sociais da Fundação Hiba e do Instituto Francês.

De seguida, um comité de selecção que reúne os parceiros do projecto permite seleccionar os “bolseiros” e a Fundação Hiba é a responsável pela gestão da componente operacional do fundo, permitindo que os artistas tenham acompanhamento regular.

DIVERSIDADE DE RITMOS

A nova geração de artistas marroquinos vai ser homenageada neste domingo, 18, no Festival “Wecasablanca”, aberto no Sábado, 17, estendendo-se até a próxima quarta-feira, 21, tendo shows no Espace Toro, na capital económica de Marrocos, Casablanca.

Com artistas experientes e estrelas em ascensão da cena marroquina, no úlimo Sábado, o público teve um encontro com Mehdi Fadili, um jovem artista que conquistou os fãs com as suas canções românticas modernas.

Mehdi Mozayine, também, animou o Espace Toro com o ritmo das suas canções suaves que combinam tradição e modernidade.  Kawtar Sadik apresenta canções num estilo híbrido em que junta rock, rap e electro, enquanto funde ritmos árabes e berberes misturados com sons tribais tradicionais do deserto.

Por sua vez, Zouhair Bahaoui celebra o amor na companhia do público com as famosas canções “Bghit W Ga3ma 7assit”, “Décapotable”, “Crushi”. Nessa Segunda-feira,19, na primeira parte da noite o artista Soukaina Fahsi vai aquecer o ambiente com melodias inspiradas no flamenco, blues, jazz e música africana. A imprensa marroquina destaca que a cantora vai dar lugar a Najat Aâtabou que vai “”incendiar” o palco ao ritmo popular do chaâbi.

Na terça-feira, 22, o palco do Espace Toro vai receber o cantor Mourad Bouriki, vencedor da primeira temporada do “The Voice” na versão árabe.

O artista contemporâneo Zakaria El Ghafouli sobe ao palco na segunda parte da noite com os melodiosos títulos da sua autoria. Durante a noite de quarta-feira, e em parceria com músicos locais da metrópole, a Orquestra Filarmónica de Marrocos vai cativar e transportar os ouvintes para um mundo de melodias, harmonia e emoções, sob a direcção da maestrina Dina Bensaïd, através de uma concerto excepcional sobre música cinematográfica de John Williams.

Na primeira parte da noite, a finalista do concurso de canto lançado pela Casatramway, em parceria com a Stud Live, vai apresentar “covers” de diversas variedades musicais, árabes e internacionais.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorEscritor Cormac McCarthy morre aos 89 anos
Próximo artigoConheça as categorias da Gala Jovens de Mérito 2023

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui