Historiador brasileiro palestra sobre “Preto Pio” em São Paulo

0
118
Carlos Carvalho Cavalheiro é um historiador brasileiro. Foto: DR
- Publicidade -

O historiador e escritor Carlos Carvalho Cavalheiro realiza no próximo Sábado, 13, a palestra “Preto Pio e o Êxodo do Capivari”, dentro da programação da Semana da Consciência Negra de Capivari, no evento Potência Negra. O acto vai ocorrer no município de Capivari, estado de São Paulo, Brasil.

De acordo com nota de imprensa chegada à nossa redacção, Carlos Carvalho Cavalheiro é professor de História na rede pública municipal de Porto Feliz, que radica em Sorocaba e escreveu o folheto de cordel “A História do Preto Pio e a Fuga de Escravos de Capivari, Porto Feliz e Sorocaba”, em 2007.

O folheto, continua a nota, faz referência a uma fuga de diversos escravizados das cidades de Capivari e Monte-Mor e que peregrinaram até a Serra do Mar, em busca do Quilombo do Jabaquara, refúgio montado com o apoio dos abolicionistas.


“Essa fuga em massa ocorreu em 1887 e estava esquecida, especialmente para a História Regional. Quando completou 120 anos, resolvi fazer um trabalho que pudesse reavivar essa memória. Saiu, então, um folheto em versos que teve como base pesquisas em diversos autores e no livro ‘A Marcha’ de Afonso Schmidt”, revela o autor.

Desde então, Carlos Cavalheiro tem divulgado a história desse episódio que ficou conhecido como “Êxodo do Capivari”.

De acordo com a nota que tivemos acesso, cronistas e pesquisadores dizem que essa fuga foi liderada por um escravizado conhecido por Preto Pio. Já na Serra do Mar, os escravizados terão sidos interpelados por uma patrulha do exército. Na refrega, um soldado morreu nas mãos do Preto Pio que lhe desferiu golpes de foice. Por esse motivo, o escravizado foi morto a tiros pelos outros militares. Quando seu corpo foi autopsiado, descobriu-se que não se alimentava há três dias.


“A intrepidez do Preto Pio é comparável à dramaticidade da história de Zumbi. Não vejo exagero de comparar essas duas figuras que tanto lutaram pela liberdade”, conclui o historiador.

Carlos Carvalho Cavalheiro é autor de 30 livros, além de Acadêmico Correspondente da FEBACLA (Federação Brasileira dos Acadêmicos de Ciências, Letras e Artes), e colaborador dos jornais “Tribuna das Monções” (Porto Feliz), “ROL” (Região On Line) e do “Portal Marimba Selutu” de Angola.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorTravis Scott e Drake podem indemnizar espectador até 1 milhão de dólares
Próximo artigoDon Kikas questiona miséria dos angolanos no Dia da Dipanda

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui