Lançada plataforma digital de promoção e venda de produtos artísticos

0
172
Olívio-Gambo é o Presidente do Conselho de Administração da Primaz Consult.
- Publicidade -

Duas empresas angolanas do sector de comunicação, marketing e soluções digitais são as responsáveis pela iniciativa, que vai ajudar as empresas públicas e privadas, a promover e gerir a base de informação dos serviços e bens das suas organizações.

Multiplica é o nome da plataforma digital que foi lançada ao mercado angolano nesta quarta-feira, 19, em Luanda. A ideia é a de contribuir para a melhoria do ambiente de negócios no país, através da promoção do acesso à informação em tempo real sobre os fornecedores, produtos, serviços e a venda de publicidade digital.

Falando à imprensa, o Presidente do Conselho de Administração da Primaz Consult, Olívio Gambo, afirmou que a plataforma Multiplica surge para melhorar o ambiente de negócios e dar respostas aos problemas sociais que a sociedade angolana enfrenta.

Olívio Gambo disse também que a iniciativa é abrangente a todas as empresas que pretendem divulgar e vender os produtos artísticos no mercado angolano. “Nós [Multiplica] temos aqui serviços generalistas. Portanto, todas as empresas, desde a venda de produção artística ou de arte, podem promover os seus serviços e estarem catalogados na plataforma.”, anunciou o responsável, garantindo que a Multiplica está aberta para todos os sectores e pequenos empreendedores que percebam a oportunidade para promover os seus serviços.

O gestor adianta igualmente que estão apresentar o portal ao mercado, que considera ser o primeiro digital generalista de informação sobre as empresas, produtos e serviços. “Vivemos numa realidade muito específica, onde, por vezes, como consumidores, temos dificuldades de identificar os prestadores de serviços e os produtos. A Multiplica vem congregar todas as informações sobre as empresas, produtos e serviços que tem a ver com o marketing digital.”, explicou Olívio Gambo, sublinhando que o segundo momento dessa ferramenta, permitirá também a promoção dos serviços dessas instituições para dar visibilidades aos produtos nacionais, facilitando a venda e arrecadação de receitas.

E no terceiro momento, continua o também jornalista, esta ferramenta tem igualmente a solução de um problema social que Angola vive actualmente, que é a Operação Resgate.  “As reformas trazem consigo várias consequências. E uma das consequência desta, que está em curso, tem a ver com o prestador de serviço ilegal.”, esclareceu,  realçando que depois desses pequenos empresários serem legalizados, têm dificuldades de encontrar ou custear um lugar para prestar ou vender os seus serviços.

Por esta razão, refere, a Multiplica dará oportunidades para que estes sejam catalogados de forma segura e qualquer consumidor possa solicitar os seus serviços por meio da plataforma.

A responsabilidade da criação desta plataforma esteve a cargo das empresas Primaz Consult e Select Mídia.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorFilha de N’Sherif, IAMDBB, no festival de música electrónica ID
Próximo artigoTotó revela que não produzirá disco por longo tempo

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui