Novo livro de Carlos Cavalheiro aguarda arrecadar fundo colectivo

1
158
Carlos Carvalho Cavalheiro é historiador e escritor, com mais de 30 títulos publicados, e tem se destacado por trazer em seus livros personagens costumeiramente invisibilizados. Foto: DR
- Publicidade -


O escritor pretende arrecadar recursos para bancar com a edição e impressão da obra sobre a mulher na história de Sorocaba. Para efectuar a contribuição, o valor mínimo é 10 Reais, equivalente a 1.100Kz e pode doar aqui.

O historiador e escritor brasileiro Carlos Carvalho Cavalheiro lançou recentemente uma campanha de captação de financiamento colectivo para a publicação do seu novo trabalho literário intitulado “Sorocabanas – Mulher na história de Sorocaba”.

De acordo com o Portal Porque, é possível colaborar por meio da plataforma catarse (doe aqui) até ao dia 27 de julho do corrente ano.

O também colunista do Marimba Selutu – Portal de Notícias Culturais de Angola pretende arrecadar R$ 6.600 ( aproximadamente 678.228,26 Kzs), para ser utilizado na edição e impressão da obra.

A Plataforma Catarse pode receber recurso de qualquer parte do mundo através de cartões de créditos Visa, Mastercard e outros, através de uma doação a partir de R$ 10 (correspondente a 1.100Kzs).

Os interessados que ajudarem com valores acima de R$ 150 (aproximadamente 15.500kzs) vão receber um exemplar autografado pelo autor brasileiro Carlos Cavalheiro.

Para o autor, o livro proporciona uma visão menos masculinizada e mais diversa da história, que é construída por homens e mulheres de todas as cores, crenças e origens. “Ajudar na campanha para a publicação da obra valoriza a mulher enquanto sujeito histórico”, frisou.

Com mais de 30 títulos publicados no Brasil, Carlos Carvalho Cavalheiro é Mestre em Educação (UFSCar), Licenciado em História e Pedagogia Bacharel em Teologia, Especialista em Metodologia do Ensino de História e em Gestão Ambiental e Historiador brasileiro registrado no ME sob nº 317/SP. O seu destaque tem sido patente na publicação de livros com personagens costumeiramente invisibilizados.

O PROJETO

O livro “Sorocabanas” retrata mulheres que tiveram a sua história ligada a cidade, como Salvadora Lopes Peres (a primeira vereadora eleita em 1947), Francisca Silveira Queiróz (professora, escritora e primeira mulher a ser candidata à vereadora em 1936), Ursulina Lopes Torres (a primeira médica de Sorocaba e Porto Feliz), Ana Maria Belluci (organizadora do Batalhão Feminino de Sorocaba da Revolução Constitucionalista de 1932), Maria Elisa Soares (a primeira motorista habilitada de Sorocaba), Maria Trindade de Almeida Silva (uma das fundadoras do movimento Embu das Artes), Maria Claudete Ribeiro “Kal” (a primeira manequim), Nair Monteiro Avino (a primeira enxadrista da cidade), entre outras.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorJornalista sem casa própria lança “A Casa de Renda” em Luanda
Próximo artigoBrasil: Medalha de Mérito Manguxi 2023 será entregue no final de Maio

1 COMENTÁRIO

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui