Palácio de Ferro acolhe gala do Festival da Canção

0
108
Concorrentes ao Festival da Canção de Luanda. Fotografia de Domingos Barrete.

O Palácio de Ferro será o espaço cultural que vai acolher nesta sexta-feira, 24, a 24ª edição do Festival da Canção de Luanda, da Rádio Luanda Antena Comercial (LAC), em Luanda. A gala conta com a participação de 10 concorrentes que vão disputar diferentes espaços.

De acordo com a organização, o concurso deste ano apresenta como principal atracção um musical sobre o percurso da música angolana e suas nuances estéticas.

“A temática desta edição do festival remete à qualidade da mensagem na produção musical angolana, como forma de destacar canções, de todos os géneros, cujo teor são únicos, mesmo estas não sendo tão comerciais”, lê-se no comunicado que o Portal Marimba Selutu tive acesso.

A presente edição conta com a co-produção da a TV Zimbo para proporcionar um momento cultural de um concurso que oferece ao vencedor do grande Prémio da Canção de Luanda, três milhões de kwanzas.

O vencedor da categoria de melhor letra recebe 800 mil kwanzas, enquanto o melhor intérprete ganha 500 mil kz. A avaliação inclui ainda distinção da melhor produção, voz e o Prémio Lac Unitel, obtido do voto público.

Em 24 anos de existência, a organização homenageou, entre outros, os músicos Carlos Lamartine, Paulo Flores, Tonito Fortunato e André Mingas.

O PERCURSO

O musical deste ano, intitulado “O percurso da música angolana e suas nuances estéticas”, é realizado pela Companhia Enigma – Teatro, orientados por Tony Frampênio.

O espectáculo mostra o percurso  da música angolana e o reflexo da poesia nas composições, numa peça que tem como base o poema “Namoro”, de Viriato da Cruz.

Durante 25 minutos, actores, dançarinos, músicos e outros “performers” vão entrar em cena, no palco do Palácio de Ferro, para cantar temas, de diversos estilos e épocas.

Deixe o seu comentário
Artigo anteriorA arte de entreter versus despertador das massas – Fernando Guelengue
Próximo artigo“Os artistas são os menos beneficiários dos seus trabalhos”, afirma Zeca Moreno

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui